Albuquerque estará segunda-feira no lançamento do projecto ‘‘GoJelly’

Trata-se de um projecto que visa remover as medusas do mar em regiões que constituem uma praga, e usando-as para limpeza dos microplásticos, que são já considerados uma ameaça global

05 Jan 2018 / 10:37 H.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, estará segunda-feira, pelas 10 horas, no lançamento do projecto ‘GoJelly - A gelatinous solution to plastic pollution’, que se realiza no Hotel Quinta do Lorde Resort Marina.

O projecto, recentemente aprovado pela Comissão Europeia, está orçado no valor de 6 milhões de euros e representa a primeira participação da Madeira na área da Economia Azul do Programa Horizonte 2020, e em que o Observatório Oceânico da Madeira (OOM), unidade de investigação da Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (ARDITI) é um dos 15 parceiros do consórcio, que inclui ainda representantes da Alemanha, Noruega, Itália, Alemanha, Eslovénia, Israel e China.

O projecto é liderado, em Portugal, pelos investigadores doutorados do OOM, Carlos Andrade e João Canning Clode, que trabalham nas áreas de aquacultura e ecologia.

O objectivo principal é desenvolver, testar e promover uma solução gelatinosa, que será processada através de matéria-prima proveniente de medusas (jellyfish), para servir de filtro à poluição de microplásticos. Neste contexto, esta equipa internacional e multidisciplinar propõe-se a atingir dois objectivos de uma só vez, removendo as medusas do mar em regiões que constituem uma praga, e usando-as para limpeza dos microplásticos, que são já considerados uma ameaça global. As medusas serão ainda usadas como matéria-prima para as indústrias alimentar, de rações e química.