Trampolinice no PSD

09 Nov 2018 / 02:00 H.

    Durante décadas, o Parlamento - a casa da democracia, como nos querem fazer crer os deputados, devia ser modelo de ética, moral e de comportamento político irrepreensível. Não foi! Nomeadamente ao nível das presenças dos deputados. Enquanto houve livro de ponto, com assinatura física, assinavam, recebendo por isso e depois ausentavam-se...

    Os deputados na Assembleia da República devem pautar-se pela máxima transparência, porém há quem a rasgue por vigarice. José Silvano, secretário-geral do PSD, o segundo na escala hierárquica, foi trampolineiro ao picar o ponto duas vezes na AR, recebendo por tal, sem estar presente no hemiciclo(!). Esta aldrabice, desqualifica-o política e moralmente. Esta gente que pretende governar-nos, usando a mentira artificiosa, deve é ser banida da política. Como exemplo! O presidente do PSD, Rui Rio, quando tomou posse pediu «um banho de ética» na política mas, face a este desvio - desvalorizou-o, não actuando em conformidade. O rio de contradições vai aumentando o caudal...

    Tão ou mais grave ainda é Silvano presidir à Comissão de Transparência(!). Dá vontade de gargalhar, para não chorar. E ainda os políticos derramam lágrimas de crocodilo, pelas elevadas abstenções... Tenham dignidade e respeitem até ao cêntimo - o erário público!

    Vítor Colaço Santos

    Outras Notícias