Reveillon 2016/17

14 Jan 2017 / 02:00 H.

    Adquirimos 3 bilhetes para assistir ao fogo de artifício com ‘perspectiva fantástica da baía do funchal’, a bordo do Lobo Marinho. Os preços eram os seguintes: para fogo e festa = €135.00 e só para festa, depois do fogo = €60.00

    A maior parte das embarcações, muitas até com muito menos experiência naval/climatérica, cancelaram suas saídas do cais já no dia anterior devido ao previsto mau tempo.

    A Porto Santo Line decidiu manter silêncio e não avisar seus clientes que a embarcação não sairia do porto. Assumo que tenham tomado esta decisão para evitar danos financeiros pois muitos clientes poderiam ter cancelado?

    O resultado deste silêncio foi uma passagem de ano muito triste. Se tivéssemos sido avisados teríamos procurado um local melhor com uma melhor perspectiva para assistir ao fogo de artifício. Mas como não fomos avisados, entramos no barco à hora pedida, esperamos até às 23h45 e o barco não se mexia, apenas ligou os motores à ultima da hora e se afastou uns 20 metros de onde estava atracado. Ali naquele local, com as chaminés do navio a bloquearem a vista em ambas as direcções (norte e sul), o espectáculo panorâmico prometido e esperado foi uma grande desilusão. Ficamos tão desiludidos pela falta de consideração da Porto Santo Line que nem para a festa ficamos e abandonamos a embarcação logo após o fogo.

    Como empresa profissional que aparentam ser, deviam com certeza ter avisado seus clientes com antecedência para que pudessem pelo menos escolher se queriam realmente ver o fogo do barco ali mesmo no Porto ou então entrar só depois para a festa, devolvendo parte do custo. Entendo que não podemos planear as condições climatéricas, mas também com certeza não podemos cobrar por experiências que não oferecemos! Quando algum de vós vai de férias e o voo é cancelado devido às condições climatéricas, vão logo todos satisfeitos comprar outro bilhete? Ou esperam para que a companhia aérea se responsabilize e resolva a situação? Ah pois, mas a Porto Santo Line, e a forma professional que age, indica que a responsabilidade seria realmente vossa.

    Todas as embarcações que cancelaram a operação, infelizmente sofreram danos financeiros, pois já teriam adquirido comidas e bebidas e feito vários preparativos para a grande noite, mas com muita honra avisaram seus clientes com antecedência e reembolsaram no total. Só mesmo o Grupo Sousa decidiu que os seus lucros seriam mais importantes do que a experiência oferecida aos seus clientes numa noite tão especial como esta.

    Claro que entendo e concordo completamente que as condições climatéricas não eram apropriadas para uma saida segura e não ponho em causa salvaguardarem a segurança de seus clientes, mas podiam muito bem te-los informado, nem que fosse ao embarcar, dando-lhes assim a escolha de ficar a bordo ou então se deslocarem para outra área mais apropriada e com melhor prespectiva.

    A Porto Santo Line, na minha opinião falhou imenso por não ter mantido seus clientes informados, e como imaginam, a estes preços, esta experiência não é algo que se possa repetir muitas vezes. Será que agora a Direcção Regional de Turismo vai lembrá-los de suas obrigações, obrigá-los a reconhecer o seu erro, pedir desculpas a seus clientes com uma noite tão especial completamente estragada e reembolsar a parte do ‘fogo de artifício panorâmico em alto mar’ que prometiam e não foi possível devido a condições climatéricas, €75.00 euros por bilhete?

    O custo da festa entendo que foi nossa escolha não participar pois a desilusão foi tanta, mas com certeza deveriam reembolsar a parte que não puderam proporcionar. Lembro-me que até no Diário foi publicado uns dias antes que os clientes teriam direito a €25 por bilhete se o barco não saisse do cais, e agora dizem que não devolvem nada? E pior ainda nem informaram seus clientes de suas intenções para que nao cancelassem ou pedissem reembolso.

    Contactei a Porto Santo Line, e a Senhora Directora de Marketing do Grupo Sousa (Maria João Code), respondeu muito friamente nos informando que o barco realmente saiu da zona onde estava atracado e que não via razão para qualquer reembolso. Fantástico!!! Isto em qualquer outro país civilizado seria considerado burla mas aparentemente e infelizmente na nossa ilha ainda parece aceitável, e depois é assim que queremos competir com o mundo. Fico triste em ver empresas desta forma desajeitada estragarem a reputação de uma ilha tão linda que tanto tem para oferecer principalmente nesta altura do ano. A ilha não benefícia de forma alguma com estas atitudes, muito pelo contrario, apenas degrada o nivel de qualidade oferecida.

    Lucinda Pestana

    Outras Notícias