Meu querido Nacional

12 Fev 2019 / 02:00 H.

    Um amigo meu, nacionalista desde sempre, dizia em Maio passado que o Nacional devia ter agradecido ao Costinha a subida à primeira Liga e contratar um treinador que nos desse outras garantias.

    O Nacional subiu por demérito do Arouca, da Académica, etc, que nas últimas jornadas abriram o caminho ao nosso clube, que não demonstrou solidez e estratégia convincente. Ora, este ano estamos outra vez nos cuidados intensivos e na ante-câmara da morte anunciada. Somos a vergonha da primeira Liga. Humilhados. Vulgarizados. Descemos aos infernos e estamos nas piores estatísticas que nos recordarão para sempre na história do Futebol Português. Em notas anteriores previ quase tudo isto. Não me vou alongar mais, porque já estou a derramar lágrimas sobre o computador, e está tudo dito e demonstrado desde o início da época. O culpado está encontrado. Ele disse que é o Responsável por tudo. E que consequências tem? Vai indemnizar o clube por danos desportivos e históricos? Ou de cara erguida ou envergonhado com o peso da história para toda a sua vida, colocou o lugar à disposição? Estamos todos à espera, afim de libertar a responsabilidade do clube para consigo.

    Senhor Presidente, que vai para o banco não se percebe para quê , não queira pactuar com este descalabro.

    Você também já está nesta História.

    Tenha coragem.

    Maria João Melim