Machico, a terra pioneira

14 Jun 2019 / 02:00 H.

    Machico, a terra pioneira...Desde a antiguidade muitas figuras mundiais foram fundamentais para a construção de reinos e de cidades, sendo considerados, mesmo, como verdadeiros heróis, contribuindo para a criação da identidade do povo que representam. Neste sentido histórico, surgiu também Robert Machim, o epónimo fundador de Machico. A lenda de Machim, documentada nas raízes machiquenses, representa um marco fundacional para Machico, assim como, para a formação de uma identidade insular madeirense. Machim é um dos nomes que, segundo Livramento (2011), o tempo e as lendas têm teimado em associar ao descobrimento da ilha da Madeira. Aludido como uma pessoa de carácter sui generis, com coragem e determinação, ousando, até, em desafiar a divisão das classes da sociedade, este fundador histórico simboliza uma imagem estrutural e importante para a identidade da primeira capitania da epopeia dos descobrimentos Portugueses, Machico. O termo “nação” muito badalado para caraterizar este concelho pioneiro, tem fundamento. Machico, no passado fim de semana, acolheu mais uma edição do mercado quinhentista, um evento da comunidade educativa do município Machico, que facilmente conquistou toda a comunidade local, e não só. O programa deste ano fundamentado nas comemorações dos 600 anos da descoberta da Ilha da Madeira incorporou uma personalização temática do desembarque. Um reviver especial da nossa história, das nossas raízes, e dos nossos costumes. A cobertura do evento por um canal televisivo é uma justa menção valorativa para uma terra pioneira na epopeia dos descobrimentos portugueses. Faço votos que não se perca esta identidade quinhentista, que transita para era seiscentista, e que continue a valorizar o nosso majestoso Concelho de Machico. Em relação à dinâmica implementada com os diversos espetáculos musicais e culturais alusivos à época medieval, foi simplesmente genial e sublime. O ambiente maioritariamente proporcionado por músicos e artistas locais, que complementados com artistas nacionais, iniciaram o reviver de uma História rica de sentimento e de identidade, cuja semelhança é, e tão somente, a unicidade de cada machiquense, fortalecendo a presença de um concelho que é estruturante e fundador para o desenvolvimento da Ilha da Madeira. Por fim, uma palavra de reconhecimento a toda a comunidade educativa de Machico, e à escola, que no passado contribuiu para o crescimento cada um de nós, machiquenses, onde eu estou incluído. Ao fim de algum tempo tive a oportunidade de testemunhar que a juventude continua a permanecer nos rostos de cada membro da comunidade educativa, com o mesmo entusiasmo e dedicação. O Homem que hoje sou, e que certamente cada machiquense é, deve-se também ao contributo de toda esta comunidade educativa local, e eu estou grato por isso. A qualidade educativa de Machico que nutriu o ser de cada um, consolidou uma verdadeira matriz fundacional, que através da educação, da cultura e a vivência das tradições, disseminou em todos nós o espírito patriótico. Bem hajam!

    Norberto Maciel Ribeiro

    Outras Notícias