Evaporações e fajardices

13 Set 2019 / 02:00 H.

    Quando Catarina Martins (CM) disse “Nós temos um problema, temos barragens a mais. As barragens provocam a evaporação de água e portanto nós estamos sempre a perder água” foi interessante ver os comentários dos que a defendiam apresentando os resultados em mililitros por quilómetro quadrado e os que a criticavam apresentavam o mesmo resultado mas em metros cúbicos e por metro quadrado. Como podem imaginar, o resultado dos defensores tinha imensos zeros enquanto os que a atacaram o resultado era apenas de zero virgula qualquer coisa. Cada um defendeu a sua dama, todos tinham razão, inclusive a CM que essa tinha apenas meia razão pois fez batota omitindo o fenómeno da condensação.

    Ora depois de ter lido tantos artigos sobre a evaporação, salvo seja da CM, dei comigo a pensar nos rios de dinheiro que se têm evaporado para offshores longínquos e que após eficazes processos de branqueamento, passam do estado líquido directamente para o sólido transformado em viaturas topo de gama, imóveis de alto luxo, aquisição de antiguidades, objectos de arte e jóias, etc.

    Com o primeiro parágrafo foi dedicado aos fenómenos da natureza, dediquei o segundo às fajardices do ser humano.

    E como disse Lavoisier “ Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

    Jorge Morais

    Outras Notícias