Sem crianças não há escolas

Nos próximos dez anos, a Madeira vai perder cerca de 10 mil alunos. Nos Açores a situação é igual ou pior. Nas Canárias, são os estudantes estrangeiros, muitos vindos da Venezuela, a compensar

08 Dez 2018 / 02:00 H.

A terceira edição das ‘Novas Conferências do Casino’, iniciativa do DIÁRIO e da Secretaria Regional da Educação, tive como tema a ‘Insularidade e Educação’ e permitiu concluir que as três regiões atlânticas - Madeira, Açores e Canárias - têm problemas semelhantes. Desde logo a quebra de natalidade que afecta praticamente todos os países ocidentais, ultraperificidade que obriga...