Orçamento Participativo em votação até fim do mês

Podem votar todos os maiores de 15 anos. Há sete locais fixos e o autocarro

01 Jun 2017 / 02:00 H.

O Orçamento Participativo do Funchal está em fase de votação final. O prazo estipulado determina que os cidadãos, residentes ou não, podem escolher agora onde e em que deve a cidade investir o meio milhão de euros reservado pelo executivo de Paulo Cafôfo para esta segunda edição do OP Funchal. Para isso devem consultar a lista final das 37 propostas já antes validadas.

Até 30 de Junho, todos os interessados podem votar num dos sete espaços fixos distribuídos pela cidade. Há locais preparados para isso nos Paços do Concelho, Teatro Baltazar Dias, Biblioteca Municipal, Juntas de Freguesia de São Martinho, São Gonçalo e Imaculado e Centro Cívico de Santa Maria Maior. Pode ainda votar num autocarro do OP, viatura preparada para o efeito, que tem um itinerário flexível.

Ontem, o autocarro esteve todo o dia estacionado junto à escola da APEL e recebeu a visita do presidente da Câmara. Paulo Cafôfo quis assim sublinhar que a flexibilidade do autocarro permite que possa ainda ser solicitado para junto de outras instituições, nomeadamente escolas, até porque podem votar todos os cidadãos maiores de 15 anos. “Estamos sempre disponíveis para responder a pedidos de escolas ou outras instituições que demonstrem interesse em dinamizar este tipo de dias de votação junto dos seus públicos”, disse o autarca. Esse roteiro será divulgado nos canais da autarquia durante os próximos dias.

“Meio milhão de euros é uma verba que pode fazer muita diferença na nossa cidade”, adverte ao autarca. E lembra o exemplo do primeiro Orçamento Participativo do Funchal, que permitiu avançar com os projectos da Praia Inclusiva, do Skatepark ou dos carregadores nas paragens de autocarro. “Está nas vossas mãos” o destino a dar a 500 mil euros este ano, desafiou o presidente da Câmara.

Cafôfo vê nesta iniciativa a prova do cumprimento das expectativas apresentadas por este executivo e adianta que já foram batidos recordes de participação num projecto pioneiro na Madeira. De qualquer forma, o objectivo passa por envolver mais pessoas na discussão da cidade, disse ainda o autarca.

Conforme indica a lista ao lado, as 37 propostas finais incluem sugestões deixadas nos diversos debates pelo Funchal. As medidas agora em fase de votação incluem áreas diversas como o ambiente, as obras públicas, a causa animal, as acessibilidades, a prevenção e segurança, o voluntariado, a cultura ou as tecnologias.

Tal como a Câmara do Funchal, também quatro juntas de freguesia apresentam um OP específico com medidas para as respectivas localidades.

Outras Notícias