“Não é suficiente a inclusão, é preciso apostar na pessoa”

04 Dez 2016 / 02:00 H.

Aos 87 anos de idade, o professor doutor António Coimbra de Matos é um dos mais, senão o mais reconhecido pedopsiquiatra e psicanalista em Portugal. Uma experiência de décadas deste transmontano, que fez o curso superior no Porto, mas escolheu a “centralista” Lisboa para desenvolver as suas aptidões profissionais. É um homem que ensinou muita gente, que diz aprender mais com quem...