Mulher que perdeu família no Monte exige Cafôfo arguido por homicídio

Cidadã entende que autarca sabia do perigo e pouco fez para evitar tragédia

10 Nov 2018 / 02:00 H.

Uma mulher que ficou ferida e viu morrer o seu marido e o bebé na tragédia do Monte, a 15 de Agosto de 2017, requereu ontem a abertura de instrução do processo judicial com o objectivo de levar a julgamento o presidente da Câmara Municipal do Funchal, acusando-o de 13 crimes de homicídio negligente e de 24 crimes de ofensas à integridade física por negligência.

Paulo Cafôfo foi um...

Outras Notícias