Há quatro arguidos no caso Telexfree

Penas por burla qualificada e branqueamento podem ultrapassar 12 anos de prisão

06 Dez 2016 / 02:00 H.

O inquérito aberto pelo Ministério Público ao Telexfree, o esquema de pirâmide financeira que lesou milhares de madeirenses em 2014, já resultou na constituição de quatro arguidos, que arriscam a condenação a penas que podem ser superiores a 12 anos de prisão. As investigações prosseguem e não há ainda data para a sua conclusão.

Durante dois anos, o ‘negócio’ da Telexfree floresceu,...

Outras Notícias