Emigrantes sentem-se destratados

Continuam a persistir constrangimentos que a comunidade emigrante na África do Sul não tolera. Sentem-se desrespeitados pela Autoridade Aduaneira e Tributária. As culpas são dos políticos que não os defendem, dizem

13 Out 2019 / 02:00 H.

Uma parte da comunidade emigrante na África do Sul começa a dar sinais de cansaço pelo tratamento desigual que alguns serviços do Estado estão a ter. Uma das críticas mais ouvidas é o tratamento dos funcionários da Autoridade Aduaneira que trabalham na Alfândega do Aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo. Mas a insatisfação chega também à Autoridade Tributária e aos governantes...

Outras Notícias