Amputado sente-se “discriminado e perseguido”

10 Nov 2018 / 02:00 H.

O que parecia ser uma alternativa para ganhar um dinheiro extra acabou por se revelar um pesadelo para Gualter Freitas. Segundo ele, por culpa da delegada de saúde que o avaliou, que “parece preferir que as pessoas sejam corjas em vez de as incentivar a produzir”.

Gualter Freitas disse ao DIÁRIO que sofreu um acidente de viação há 20 anos e que, por isso, teve de amputar uma perna....

Outras Notícias