Acabou o fervor pelo PSD-M?

Ouvimos alguns militantes históricos. Filipe Malheiro, Nuno Teixeira, Rui Marques e Miguel de Sousa foram dos poucos que acederam aceitar o desafio

13 Jan 2019 / 02:00 H.

A menos de oito dias para o arranque do XVII Congresso do PSD-M existe uma catadupa de sentimentos entre os social-democratas, um deles é o fervor partidário, a fidelidade correligionária que existia sem hesitação e com vaidade dentro e ao Partido já não é o que era. A culpa, dizem, são dos “erros” que foram sendo cometidos ainda antes de Miguel Albuquerque assumir a liderança,...

Outras Notícias