Tragédia ‘crudelíssima’

16 Jan 2020 / 02:00 H.

A 16 de Janeiro de 1990 o ‘brilho’ dourado do Porto Santo era abafado por uma mancha de crude com uma extensão de aproximadamente 20 quilómetros de comprimento, cerca de dois quilómetros de largura e 20 centímetros de espessura, em camadas separadas.

Foram à volta de 30 mil (ou mais) toneladas de petróleo em bruto as que foram derramadas pelo então superpetroleiro espanhol ‘Aragón’,...