Via rápida do Estreito em risco de parar

Governo faz tudo para seguir com os trabalhos, mas há um processo cautelar em curso

03 Mar 2009 / 21:13 H.

O Governo Regional está a fazer tudo para não ter de parar os trabalhos de construção da via rápida entre Câmara de Lobos e o Estreito. Mas não é garantido que o consiga. Tudo depende de um juízo do Tribunal Administrativo do Funchal.Neste momento, decorre um processo cautelar, interposto por um proprietário de um terreno em processo de expropriação. Trata-se de alguém com quem...

Outras Notícias