Porto-santenses já podem nadar outra vez na piscina

20 Out 2018 / 19:04 H.

Depois de estar vários anos sem funcionar, a piscina do Porto Santo, que está sob alçada da Direcção Regional para a Administração Pública daquela ilha, reabriu ontem oficialmente.

Uma infra-estrutura que foi equipada com novas valências e está agora ao serviço escolar numa primeira fase, e posteriormente para a população em geral.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, salientou que “devido a certas circunstâncias como foi a crise que todos nós passámos, estava encerrada desde 2011” agora o Governo Regional fez um investimento “de 230 mil euros na reabilitação nesta infra-estrutura, para ser utilizada pela população da ilha”.

A piscina vai ser utilizada para “formação da natação e nas suas diversas modalidades”, como também “hidroginástica”, disse Miguel Albuquerque”.

Na sua funcionalidade a piscina “vai abrir progressivamente nos diversos segmentos da população” disse o chefe do executivo que “vai reforçar os quadros do pessoal para esta infra-estrutura”.

Há também um dado muito importante em termos de funcionamento: os novos equipamentos que vão permitir a poupança de electricidade. “Vai permitir poupar e depois aquando da conclusão das obras da escola, vão ser utilizados parte dos painéis solares que vão ser postos na escola para fornecer à piscina energia solar”, disse Miguel Albuquerque.

Para o presidente da Associação de Natação da Madeira, Avelino Silva, esta infra-estrutura, assegura que esta reabertura vai “voltar a fazer bem aos porto-santenses e à sua saúde”.

De recordar que houve muita actividade de natação nesta infra-estrutura entre 2016 e 2010, e na altura, o Clube Naval do Porto Santo era a principal colectividade desportiva que utilizava a piscina, mas também esteve aberta às actividades escolares e igualmente aos porto-santenses que gostavam de nadar.