Exames/9.º ano: Escola na Madeira foi a melhor pública em 2018

16 Fev 2019 / 09:22 H.

A Escola Básica do Porto da Cruz, na Madeira, foi a melhor pública nos exames nacionais do 9.º ano - Português e Matemática - em 2018, surgindo, porém, no 20.º lugar dos ‘rankings’ globais, liderados por colégios privados.

”Se dissesse que não ficamos contentes estava a mentir, o ‘ranking’ é uma fotografia do que se passa no ensino e numa fotografia é sempre bom ficar bem”, disse à agência Lusa o diretor da escola, Manuel Luís Andrade, sublinhando, no entanto, que “o mais importante é sentir que os alunos vão bem preparados para o secundário”.

Em 2018, as duas turmas do 9.º ano da Escola Básica do Porto da Cruz, num total de 23 alunos, destacaram-se nos exames nacionais de Português (com média de 83%) e de Matemática (74%), o que colocou o estabelecimento no 20.º lugar do ranking nacional, sendo, no entanto, o primeiro das escolas públicas.

A média geral apurada foi de 4,08 numa escala até 5.

Situada no Porto da Cruz, freguesia da costa norte da ilha da Madeira, mas que pertence ao concelho de Machico, a Escola Básica do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos com Pré-Escolar foi inaugurada há 23 anos e conta atualmente com cerca de 300 alunos e 60 professores, já habituados a obter bons resultados em termos regionais e nacionais.

”As provas finais de 9.º iniciaram-se em 2005 e desde essa altura temos tido sempre percentagens interessantes na comparação com outras escolas”, indicou o diretor, realçando que o sucesso resulta do “trabalho e envolvência” dos professores, alunos, encarregados de educação e comunidade em geral

Manuel Luís Andrade sublinhou, por outro lado, o facto de a escola ser pequena e estar localizada num meio igualmente pequeno e rural, distante dos grandes centros urbanos, o que apresenta algumas desvantagens ao nível da socialização, mas favorece os aspetos relacionados com a organização interna.

”Além disso temos um corpo docente muito estável e esse é um dos aspetos fundamentais para que as coisas funcionem”, afirmou, destacando também que muitos dos estudantes que terminam ali o 9.º entraram no pré-escolar.

Os alunos da Escola Básica do Porto da Cruz são na maioria originários daquela freguesia, mas também das freguesias de São Roque do Faial e do Faial, no concelho vizinho de Santana, onde predomina a atividade agrícola.

”Temos um meio social e um meio familiar normalmente estruturado e isso beneficia o ensino”, destacou o diretor, sublinhando, por outro lado, que a escola foi pioneira em áreas como o ensino da informática e aulas de substituição, continuando atualmente a dar atenção aos aspetos desportivos e ao apoio ao estudo, situações que ajudaram a criar uma “cultura de escola” e explicam o sucesso em termos de resultados nacionais.