Célia reuniu com Calado e exigiu obras esquecidas

18 Nov 2018 / 11:57 H.

A presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol disse na Convenção Autárquica, organizada pelo PS-M, que decorre em Santa Cruz, que a municipalização das estradas “foi um presente envenenado”. A autarca socialista referiu que embora não tivesse sido anunciado esta semana reuniu com o vice-presidente do Governo exigindo ao governante que cumpra os contratos-programa firmados com o seu município no valor de “7,5 milhões de euros”. Célia Pessegueiro lamentou que a lista de obras esteja parada: “Fomos lá chamar atenção. Obras que urge intervir. Nos Canhas, na Ponta do Sol, na Madalena, vivem madeirenses, é preciso esta lembrança para que não se esqueçam. Se não o fizerem vão ter alguém que vai sempre lembrar”, afirmou.

Outras Notícias