Tripulantes do pesqueiro que naufragou ao largo da Madeira resgatados são e salvos

29 Fev 2016 / 14:46 H.

Os 10 tripulantes da embarcação de pesca ‘Ilhas do Mar’ que se afundou esta manhã a cerca de 200 milhas Nordeste da ilha da Madeira já foram resgatados e encontram-se bem, confirmou ao DIÁRIO o capitão do Porto do Funchal, Félix Marques.

O barco da frota pesqueira de Câmara de Lobos, construído em madeira e com 14 metros de comprimento, estava na faina do peixe-espada-preta entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo quando a tripulação ouviu um estrondo, durante a madrugada desta segunda-feira. O barco ‘Ilhas do Mar’ sofreu um rombo no costado e começou a meter água.

A embarcação terá embatido num barco com sete metros de comprimento que se encontrava à deriva e que, segundo o capitão do porto do Funchal, poderá ser o mesmo que foi ontem (domingo) avistado por um navio mercante ao passar por aquela área e reportada à Capitania do Funchal. Uma situação que está a ser analisada pela Autoridade Marítima.

De acordo com Félix Marques, a Capitania do Porto do Funchal foi alertada às 6 horas da manhã pelo mestre da embarcação do ‘Ilhas do Mar’. Para o local foi accionando o navio da Zona Marítima da Madeira, colocando-se os meios aéreos em prontidão. 

Contudo, as bombas do pesqueiro deixaram de ter capacidade para extrair a água e a embarcação entrou em “processo rápido de afundamento”. Segundo Félix Marques, às 10h27, a tripulação iniciou os procedimentos de abandono da embarcação, lançando as jangadas salva-vidas à água. 

De acordo com a mesma fonte, o helicóptero EH-101 chegou ao local do acidente às 12h50, resgatando os 10 tripulantes são e salvos. De acordo com o capitão do Porto do Funchal “encontram-se todos bem, embora um ou outro apresente sinais de princípio de hipotermia”.

Salvaram-se as vidas e perdeu-se o barco. À hora do salvamento, “a embarcação estava praticamente afundada, já com “pouca superfície acima da linha de água”, referiu Félix Marques.

Os tripulantes estão neste momento a serem transportados no avião militar C-295 para o Aeroporto da Madeira, cuja chegada está prevista para as 14 horas.