Madeira integra projecto de turismo sustentável com aposta na observação de aves

25 Nov 2015 / 15:16 H.

Os municípios de Santa Cruz e Porto Santo, na Madeira, são parceiros do projecto internacional de turismo sustentável STARS e a nível regional os trabalhos vão incidir na promoção do destino para observação de aves, foi hoje anunciado.

"Não podemos considerar que todas as espécies de aves estão com estatuto de conservação favorável. No entanto, do ponto de vista geral, a Madeira é sempre referida como bom exemplo", disse Cátia Gouveia, da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), durante a apresentação do projecto STARS - Agentes de Turismo Sustentável em Sociedades Rurais, na Câmara de Santa Cruz.

Cátia Gouveia destacou que o facto de a Madeira dispor de um conjunto de áreas protegidas, integradas na Rede Natura da Comissão Europeia, potencia a região como destino turístico para observação destes animais.

"Existem turistas que vêm à Madeira só para observar aves e o facto de termos quatro espécies endémicas [freira-da-madeira, freira-do-bugio, pombo torcaz e bis-bis] fazem com que a região seja particularmente apetecível para esse tipo de turistas", explicou.

O projeto STARS é financiado pela União Europeia e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves é responsável pela sua implantação em Portugal.

A principal finalidade é estabelecer um novo método para a criação de ferramentas de promoção local, do ponto de vista do turismo sustentável, apoiando ainda a recuperação de trilhos turísticos como uma ferramenta de dinamização e desenvolvimento local.

Por outro lado, o projeto pretende fomentar a mobilidade entre participantes das sete regiões envolvidas, nomeadamente Madeira, Canárias (Espanha), Nova Caledónia (França), Ilhas Salomão, Chile, Sri Lanka e Indonésia.

Nesse sentido, dois jovens residentes na Madeira (um proveniente do município de Santa Cruz e outro do Porto Santo) vão deslocar-se às Ilhas Salomão e ao Chile em 2016 por um período de cinco meses.

Lusa

Outras Notícias