Escultura homenageia 131 vítimas de acidente de avião na Madeira em 1977

18 Nov 2015 / 20:15 H.

Uma peça escultórica em forma de árvore é inaugurada na quinta-feira em Santa Cruz, em honra das 131 pessoas que morreram no acidente com um avião da TAP a 19 de novembro de 1977.
A peça, concebida por um comandante da TAP, apresenta a forma de uma árvore feita com peças de aviões e 131 folhas que representam cada uma das pessoas que perderam a vida no acidente.
Este memorial é uma iniciativa dos filhos de três dos tripulantes do avião Sacadura Cabral, que realizava o voo TP 425, proveniente de Lisboa e que se partiu e explodiu ao aterrar na Madeira.
Depois de duas tentativas falhadas para aterrar no aeroporto de Santa Catarina numa noite de mau tempo, a aeronave acabou por tocar e deslizar na pista, mas o piso molhado provocou um deslizamento, impedindo a imobilização e levando o avião a sair da pista e a despenhar-se numa praia a oeste do aeroporto, provocando a morte de 131 dos 164 passageiros.
A TAP, a Câmara Municipal de Santa Cruz e a paróquia de Santa Cruz apoiaram esta iniciativa privada, cujo memorial recordará as vítimas do acidente aéreo.
A inauguração da escultura, localizada na 'promenade' de Santa Cruz, junto à cabeceira do aeroporto, será antecedida pela celebração de uma missa na igreja local.
Deste acidente resultou a ampliação da pista do aeroporto de Santa Catarina, de 1.400 para 1600 metros e, mais tarde, para 2.781 metros.

Outras Notícias