Verde é mais caro

10 Fev 2015 / 08:30 H.

A Fiscalidade Verde, a novidade que o Governo da República introduziu no último Orçamento de Estado, vai afectar a taxa de resíduos sólidos e fazer aumentar a factura dos consumidores. Uma medida apresentada como ecológica, mas que também representa um aumento da receita fiscal.

Com eleições regionais marcadas para 29 de Março, os partidos estão no terreno e começam a apresentar equipas e propostas. O movimento Juntos Pelo Povo, que passou a partido, tem Élvio Sousa como cabeça-de-lista e promete “mexer com os interesses instalados” e fiscalizar todas as actividades do Goverbo Regional.

A coligação ‘Mudança’ já tem a equipa pronta. Victor Freitas e Carlos Pereira, do PS, são os primeiros nomes, mas a principal surpresa surge no terceiro lugar, ocupado pela presidente do Sindicato dos Professores, Sofia Canha. O PTP tem a 4ª, 7ª e 10ª posições, o PAN vai no 8º lugar e o MPT no 9º.

Novidade, também, é a medida apresentada pela Câmara Municipal de Santana que reservou 36 mil euros do seu orçamento para apoiar a natalidade no concelho.

Tudo isto e muito mais na edição de hoje do DIÁRIO que na última página explica como passar 38% do ano sem trabalhar, aproveitando as tolerâncias de ponto.