Madeira Film Festival quer realizadores portugueses a fazerem "curtas"

15 Fev 2014 / 11:37 H.

A organização do Madeira Film festival (MFF), tal como o DIÁRIO avança na edição impressa de hoje,  pretende que os realizadores portugueses possam participar na terceira edição com curtas-metragens sobre a natureza, aliciando os cineastas com a internacionalização dos seus projetos nos Estados Unidos.

A responsável da Associação Cultural e Educacional Creative Madeira, Elsa Gouveia, explicou à Lusa que serão selecionadas "dez curtas-metragens durante o festival e serão exibidas na digressão internacional, 'Madeira Film Festival on the Road'", explicou.

A ligação surge "fruto da ligação forte que o festival desenvolveu, desde a primeira edição, com os Estados Unidos, através da presença de filmes e realizadores americanos e com o apoio da embaixada americana em Portugal", através do embaixador, Allan J. Katz, "um dos convidados de honra da primeira edição", afirmou.

Para o efeito, as curtas-metragens têm de ter uma duração máxima de 25 minutos e de ser submetidas a seleção até 14 de abril, pelo endereço eletrónico "[email protected]", diz a organização.

O MFF vai decorrer entre os dias 21 e 27 de abril, no Funchal, e Elsa Gouveia acredita que, com a oportunidade de internacionalização do festival, sobretudo nos Estados Unidos, conseguirá "divulgar o talento, os realizadores portugueses e, ao mesmo tempo, o material relacionado com a natureza", o tema central do evento.

Na digressão, está agendada, para setembro, em Los Angeles, "uma passagem pela California Institute of Arts [CalArts], considerada uma das dez melhores escolas de cinema do mundo pela revista norte-americana Hollywood Reporter, em 2011 e 2012", realçou a responsável.

De acordo com a organização, ainda em data por determinar, está também a possibilidade de exibição das "curtas" "na Georgetown University, em Washington, e durante as comemorações do centenário na cidade de New Bedford, em agosto".

Também este ano, o MFF integra um novo projeto direcionado aos estudantes de três escolas da região e que visa a realização de curtas-metragens (com documentários ou de ficção experimental) sobre as características do Oceano da região.

"Este projeto, apoiado pela Embaixada Americana em Lisboa, contará com a colaboração da Estação de Biologia Marinha do Funchal e de dois realizadores da CalArts, Chris Peters e Theron Patterson", afirmou.

O MFF tem como missão "alertar e criar consciência mundial para a preservação da natureza, promovendo a floresta Laurissilva, património cultural da UNESCO".

Tal como nos anos anteriores, o festival incluirá filmes, concertos musicais, painéis e "workshops", um projeto educativo e um programa social, assim como uma vertente solidária, visto que apoia a Fundação do Gil.

Lusa

Outras Notícias