Espanha insiste no mar das Selvagens

Alerta à ONU antes da visita de Cavaco por causa da Zona Económica Exclusiva

01 Set 2013 / 11:11 H.

As Ilhas Selvagens voltararam a ganhar dimensão nacional. Cerca de duas semanas antes da visita do Presidente da República àquelas ilhas, num acto considerado como forma de marcação do território nacional, é agora notícia o pedido de Espanha na ONU para que a Zona Económica Exclusiva não seja da Madeira. Isto, apesar de os espanhóis não questionarem a soberania portuguesa.

A questão prende-se exclusivamente com a áera marítima afecta às Selvagens que amplia consideravelmente a Zona Económica da Madeira e, consequentemente, de Portugal. 

A notícia foi ontem discretamente publicada no JM e hoje ganhou dimensões nacionais ao fazer a capa do DN-Lisboa.  "Espanha exige à ONU que mar das Selvagens não seja para Portugal", escreve o matutino que acrescenta que o pedido à ONU terá sido formalizado pouco tempo antes da visita de Cavaco Silva.

A iniciativa de Espanha é atribuída à Missão Permanente junto das Nações Unidas num documento que faz referência a outra acção semelhante do governo de Madrid já em 2009.

A nova tentativa espanhola é vista como mais uma forma de pressão junto de organismos internacionais depois de vários pequenos incidentes que marcam o apetite de Madrid sobre aquele território e essencialmente sobre a zona marítima que lhe está associado.