Um milhão e 200 mil para a emergência alimentar

27 Mar 2013 / 13:40 H.

O Conselho do Governo autorizou a celebração de acordos de cooperação com 12 instituições de solidariedade social para dinamizar o programa de emergência alimentar em todas as freguesias da Madeira. A decisão foi tomada hoje na reunião presidida por João Cunha e Silva, tem efeitos a partir de 1 de Março deste ano e representa um milhão e 200 mil euros.

As instituições são as seguintes:

Santa Casa da Misericórdia da Calheta - 39.770€
Centro Social e Paroquial de Santa Cecília - 198.631€
Causa Social – Associação para a Promoção da Cidadania - 238.455€
Santa Casa da Misericórdia do Funchal- 225.888€
centro Social e Paroquial Santo António - 199.719€
Santa Casa da Misericórdia de Machico - 126.926€
Fundação João Pereira - 37.648€
Fundação Mário Miguel - 9.194€
Centro Social e Paroquial de São Bento - 60.389€
Santa Casa da Misericórrdia de Santa Cruz - 100.157€
Associação Santana Cidade Solidária - 34.003€
ADENORMA – Associação para o Desenvolvimento da Costa Norte - 20.239€
 

Outras Notícias