Fotojornalista João Silva recebe a Ordem da Liberdade

Repórter de guerra português abandonou a profissão após perder as pernas numa explosão no Afeganistão, ao serviço do New York Times

15 Mar 2012 / 15:40 H.

O fotojornalista português João Silva, que em 2010 ficou gravemente ferido ao pisar uma mina, no Afeganistão, quando estava ao serviço do New York Times, foi esta tarde distinguido com a Ordem da Liberdade. A entrega das insígnias decorreu na Embaixada de Portugal, em Pretória, por intermédio do embaixador João Ramos Pinto.

João Silva nasceu em Portugal, mas veio bastante novo para a África do Sul. Filho de Arnaldo e Maria de Lurdes, naturais de Lisboa, iniciou a sua profissão no mundo do jornalismo há cerca de 20 anos. Do seu percurso profissional destaca-se a cobertura dos conflitos sociais na África do Sul, no período que mediou entre a libertação de Nelson Mandela e as primeiras eleições livres neste país.

Trabalhou para vários jornais sul-africanos e internacionais, desde o Argus African News, ao Johanesburg Hillbrow, passando pela Reuters, Associated Press (AP) e o New York Times. Foi ao serviço do jornal norte-americano que acabou por ser vítima de uma mina, no Afeganistão, em 2010. Nessa altura perdeu as duas pernas, tendo vivido desde então uma autêntica 'via sacra' com mais de 40 intervenções cirúrgicas, quase todas nos Estados Unidos, para onde deve deslocar-se em breve para nova operação.

Esta tarde, em Pretória, o embaixador João Ramos Pinto entregou-lhe as insígnias de Grande Oficial da Ordem da Liberdade, em nome do Presidente da República de Portugal. A condecoração distingue "os serviços relevantes prestados em defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação da pessoa humana e dedicação à causa da liberdade", conforme anunciou o diplomata. "Esta condecoração é o reconhecimento por parte de Portugal de uma carreira de qualidade, de excelência, e o reconhecimento também pela sua dedicação, como fotojornalista, a informar  e a esclarecer o público sobre problemas do mundo nos últimos anos."

O encontro na Embaixada de Portugal em Pretória reuniu representantes da comunidade portuguesa de várias cidades. Foi também a despedida do embaixador João Ramos Pinto, que passa a exercer funções em Berna, na Suíça. 

em Pretória (África do Sul)

Outras Notícias