Ornatos Violeta regressam aos palcos para dois concertos em Outubro nos coliseus

09 Fev 2012 / 12:50 H.

    Os músicos dos Ornatos Violeta voltarão a tocar juntos em dois concertos, em outubro, nos coliseus de Lisboa e do Porto, assinalando os vinte anos da fundação do grupo portuense, foi hoje anunciado. No dia 25 de outubro tocam no coliseu de Lisboa e, a 30 do mesmo mês, no coliseu do Porto.

    A última vez que Manuel Cruz (voz), Nuno Prata (baixo), Kinorm (bateria), Elísio Donas (teclados) e Peixe (guitarra) tocaram juntos foi há dez anos, no Hard Club, num concerto de despedida oficial dos Ornatos Violeta. Os vinte anos da fundação dos Ornatos Violeta foram assinalados em dezembro com a reedição dos dois álbuns de originais - 'Cão!' (1997) e 'O monstro precisa de amigos' (1999) - e o lançamento de um CD com inéditos e raridades.

    Os Ornatos Violeta surgiram em 1991 e duraram onze anos, durante os quais editaram apenas dois álbuns. Apesar da vida curta, há um culto em torno da banda do Porto e, em particular, em torno do trabalho de Manel Cruz, autor da maioria das letras, e protagonista de outros projetos posteriores, como Pluto, SuperNada e Foge Foge Bandido.

    No concerto de despedida, a 30 de novembro de 2002, no Hard Club, Manel Cruz despediu-se dizendo "Até um dia", deixando a porta entreaberta para um regresso, agora anunciado.

    Atualmente está em preparação um documentário sobre o grupo, da autoria de Gonçalo Castro e que tem por título 'Tempo de Nascer'. O documentário, cujo título recupera um tema do grupo nunca editado em álbum, tem como fio condutor as entrevistas que Gonçalo Castro fez a cada um dos elementos do quinteto. São eles que contam as histórias desconhecidas sobre os Ornatos Violeta e os episódios que marcaram o percurso, desde que se conheceram, na infância e na escola de artes Soares dos Reis, no Porto, até à atualidade.


     

    Lusa

    Outras Notícias