Convenção de Lisboa formaliza auditoria cidadã à dívida pública

17 Dez 2011 / 11:27 H.

    A Iniciativa para uma Auditoria Cidadã à Dívida Pública realiza hoje a "convenção de Lisboa", onde irá debater o projeto e eleger os nomes da comissão que procederá à auditoria.

     

    Meio milhar de pessoas inscreveu-se 'online' no site da iniciativa (www.auditoriacidada.info) para participar hoje na convenção de Lisboa, que decorrerá no antigo cinema S. Jorge, disse à Lusa uma das promotoras da iniciativa, a cineasta Raquel Freire.

     

    "Vamos ter um debate aberto a toda a gente, em que se vai apresentar uma resolução política, e os nomes da comissão que vai fazer esta auditoria", disse Freire. "A comissão fará depois o seu trabalho, ver que parte desta dívida é legítima ou ilegítima e perceber o que estamos a pagar e porquê."

     

    A iniciativa de auditoria cidadã foi lançada no mês passado por um grupo de cidadãos, entre os quais a antiga secretária de Estado da Educação socialista Ana Benavente, o economista José Castro Caldas e o secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva.

     

    "A ideia é que durante o primeiro semestre de 2012 este trabalho fosse realizado e concluído, o que não impede que dentro de um a dois meses não possam ter alguns dados setoriais já razoavelmente completos", disse à Lusa outro dos envolvidos nesta iniciativa, o ex-deputado do Bloco de Esquerda José Gusmão.

     

    A iniciativa portuguesa inspira-se em projetos semelhantes lançados por grupos de cidadãos de países como a Grécia ou a Irlanda.

     

     

    Lusa

    Outras Notícias