Jardim processa António Fontes

13 Set 2011 / 15:50 H.

Alberto João Jardim mandou processar António Fontes. Em causa estão as afirmações do deputado que revela numa entrevista ao Diário de Notícias como foram adulterados os votos para as presidenciais de 1980 e garante não ter medo de represálias: "Eles sabem que eu sei".

Num comunicado emitido pela Presidência do Governo Regional, Jardim informa que vai processar o advogado "por afirmar que lhe teria dado conhecimento de uma hitpotética fraude nas eleições presidenciais de 1980".

O mesmo documento acrescenta que "António Fontes já foi uma vez condenado pelos Tribunais a indemnizar Alberto João Jardim, por insultos públicos".

Também numa entrevista concedida ao DIÁRIO a 16 de Abril, o deputado do PND considerava que as eleições na Madeira eram "uma farsa". "À partida as eleições são uma fraude, estão viciadas. Eu não confio nas mesas eleitorais. Há pessoas que estão lá que são dignas, isentas e honestas. Mas não confio e tenho razões para não confiar", referia, sublinhando que nos sufrágios realizados na Região "há 'chapelada' e da grande", afirmou António Fontes.

 

Outras Notícias