"Temporal de 20 de Fevereiro potenciou quebras"

Presidente da Mesa de Hotelaria da ACIF defende mais verbas para a promoção do destino Madeira

09 Ago 2010 / 15:51 H.

Num ano as dormidas na região baixaram 14,5%. De Junho do ano passado para o mesmo mês deste ano também se verificou uma quebra nos proveitos da hotelaria na ordem dos 15%.

Para o presidente da Mesa da Hotelaria da ACIF, Manuel Duarte, o temporal de 20 de Fevereiro potenciou as quebras na hotelaria. Em declarações à TSF, Manuel Duarte sublinhou que "Fevereiro é altura de decisão de férias para muita gente", um factor que na sua opinião terá sido decisivo para o decréscimo de dormidas na hotelaria madeirense.

A crise e a competição com países como a Turquia, Tunísia e Egipto, que estão a praticar preços muito competitivos, bem como a quebra do mercado inglês são outros dos factores apontados por Manuel Duarte que defende a mais verbas para a promoção do destino Madeira. "Temos uma oferta fantástica, as pessoas quando cá chegam ficam deliciadas, mas é preciso fazê-las cá chegar", sustenta.

Para Manuel Duarte é necessário sedimentar a oferta nos mercados tradicionais e reforçar a aposta noutros mercados, como por exemplo o da Polónia.

 

Outras Notícias