Diabos Vermelhos entre as três claques que não completaram registo no Conselho Nacional do Desporto

'Diabos', Frente de Leiria, e Energia Tricolor não poderão ser apoiadas pelos clubes

20 Dez 2007 / 21:50 H.

    A claque do Benfica Diabos Vermelhos, a Frente de Leiria (União de Leiria) e a Energia Tricolor (Estrela da Amadora) não concluíram o processo de registo no Conselho Nacional do Desporto (CND) e não poderão ser apoiadas pelos clubes.
    Fonte da secretaria de Estado (SE) da Juventude e do Desporto revelou hoje que de 14 claques que manifestaram intenção de se legalizarem apenas três não o fizeram e 11 completaram o processo.
    Entre as 11 que concluíram o registo encontram-se as claques do Sporting Torcida Verde, Directivo Ultra XXI, Juventude Leonina e Brigadas Ultra Sporting e as do FC Porto Associação Super Dragões e Colectivo Ultras 95.
    As outras são o Colectivo Maravilhas Associação (Naval 1º de Maio), Associação Panteras Negras (Boavista), Associação Esquadrão Maritimista (Marítimo) e Mosca Knights Clube (Clube Desportivo Olivais e Moscavide).
    Estes grupos organizados de adeptos poderão obter apoio dos clubes, ao contrário dos Diabos Vermelhos, Frente de Leiria e Energia Tricolor.
    Apesar de a secretaria de Estado não as mencionar, No Name Boys (Benfica), Fúria Azul (Belenenses), Yellow Boys (Paços de Ferreira), Ultras Alvi-Negros (Nacional), Templários (Marítimo), Mancha Negra (Académica), Insane Guys e White Angels (Vitória Guimarães) e Máfia Vermelha (Leixões) são claques conhecidas mas que nunca apresentaram qualquer intenção ou documentação para registo.
    Os clubes que apoiarem claques não registadas correm o risco de jogarem os seus encontros à porta fechada, de acordo com a proposta da secretaria de Estado da Juventude e do Desporto (SEJD).Lusa