Treinadores da I Liga preferem sobrecarga de jogos no início da época

Lisboa /
08 Jan 2019 / 22:32 H.

O Diretor Técnico Nacional da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), José Couceiro, revelou hoje que os treinadores da I Liga preferem ter um volume de jogos mais acentuado no início da temporada, frisando que não houve nenhuma exigência.

Num encontro promovido pela FPF, realizado hoje na Cidade do Futebol, em Oeiras, em que se debateram assuntos relacionados com a calendarização da época desportiva e o tempo útil de jogo, a questão principal prendeu-se precisamente com a sobrecarga de jogos das equipas da I Liga nesta altura da temporada, que foi resumida por José Couceiro.

“Os treinadores entenderam, em unanimidade, que a carga deve ser distribuída de forma diferente e que [acumular] muitos jogos numa fase intermédia é prejudicial para o desempenho das equipas em termos futuros e a probabilidade de lesões é maior”, disse José Couceiro aos jornalistas, no final da reunião.

O diretor técnico acabou por comparar o campeonato português com as principais ligas europeias, afirmando que houve concordância para que janeiro seja um mês de recuperação.

“Somos das poucas ligas que não tem nenhum ‘break’ [intervalo] de inverno, é preferível termos um volume de jogos superior no início [da temporada] e podermos ter um momento de recuperação com menos jogos concentrados nesta altura”, declarou.

Couceiro esclareceu ainda que não houve exigência por parte dos clubes e que se tratou apenas de uma “recomendação”: “Não há exigência nenhuma, fizemos uma análise. O que sai daqui é uma recomendação. Queremos criar condições para termos um campeonato melhor e com as equipas em melhores condições. A qualidade do jogo é o ponto fundamental”.

Dos 18 clubes da I Liga, apenas Marítimo, Desportivo de Chaves e Rio Ave não estiveram representados na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Outras Notícias