Nantes accionará meios legais caso Cardiff não pague por Emiliano Sala

06 Fev 2019 / 19:03 H.

O FC Nantes instruiu os seus advogados para ver todos os meios legais para obrigar o Cardiff a pagar o futebolista Emiliano Sala, que assinou pelos galeses antes de desaparecer em voo sobre o Canal da Mancha.

A Agência France Press cita uma fonte próxima do clube gaulês para referir que os 17 milhões de euros acordados para a transferência do argentino não foram pagos, apesar da mesma já ter sido registada pelas diversas autoridades.

O avião que transportava o atleta de 28 anos desapareceu dos radares em 21 de janeiro, pelas 20:00, quando o futebolista argentino e o piloto David Ibbotson, de 59, seguiam viagem de Nantes para Cardiff, onde o jogador era esperado no dia seguinte para treinar no seu novo clube.

Caso o clube galês não cumpra com o contratualizado, o FC Nantes levará o caso à FIFA.

A rádio BBC, no País de Gales, noticia que o clube francês fixou um prazo de dez dias para os executivos do Cardiff pagarem os primeiros cinco milhões de euros antes de avançar com uma ação legal.

Os Media britânicos referem que o Cardiff assegurou que pretende pagar pela transferência, mas somente após “todos os fatos” serem esclarecidos.

No domingo, os destroços da aeronave foram localizados por uma equipa de busca privada comandada pela família Sala: um corpo foi localizado na segunda-feira na aeronave.

Sala, que havia assinado por três anos e meio, foi a maior transferência já feita pelo clube galês, que atualmente luta para se manter na ‘Premier League’, a divisão maior em Inglaterra.

O argentino, que iniciou a carreira nos portugueses do FC Crato e representou também o Bordéus, o Orleáns, o Chamois Niortais e o Caen, tinha-se encarregado de marcar o voo, recusando a oferta de transporte oferecida pelo clube galês.

O atleta tinha sido treinado por Sérgio Conceição, atual técnico do FC Porto, no Nantes, no qual foi companheiro de Sérgio Oliveira, na altura emprestado pelos ‘dragões’.