Federação Internacional de Ténis aprova reformulação do modelo da Taça Davis

17 Ago 2018 / 03:42 H.

A Federação Internacional de Ténis (ITF) aprovou ontem a reformulação profunda do modelo competitivo da Taça Davis, centenária prova de seleções, que passará a ser disputada ao longo de uma única semana.

A proposta de alteração foi aprovada com 71,43% dos votos dos 120 delegados presentes na cidade norte-americana de Orlando, mais de que a maioria de dois terços necessária para a sua aprovação, que vai ser introduzida na edição de 2019, a realizar em Madrid ou Lille (França).

O Grupo Mundial da prova, criada em 1900, aumentará de 16 para 18 seleções e deixará de ser disputado ao longo de quatro fins de semana, no país de uma das seleções oponentes, concentrando-se em uma única semana, num modelo semelhante a um campeonato do mundo.

Na base das alterações aprovadas pelo organismo regulador da modalidade, que contemplam também a redução do número máximo de ‘sets’ por encontro, de cinco para três, está a necessidade de rentabilizar a prova, que marcará o encerramento anual da temporada tenística.

Para concretizar aquele objetivo, a ITF firmou uma parceria por 25 anos com o grupo de investimento Kosmos, fundado e presidido pelo futebolista espanhol do FC Barcelona Gerard Piqué, no valor de três mil milhões de dólares (2,44 mil milhões de euros).