Porto Santo com iluminação pública ‘às escuras’ “há vários meses”

Cidadão cansado de reclamar ‘apagão’ junto da EEM, denunciou caso, sem sucesso, à Câmara Municipal

13 Jun 2019 / 11:46 H.

No Porto Santo vários postes de iluminação pública na cidade de Vila Baleira encontram-se com “as lâmpadas queimadas já há muito tempo”. A denúncia é de Américo Coelho, residente nas proximidades do Centro de Saúde do Porto Santo. Este cidadão garante já ter reclamado da falta de iluminação pública em várias instâncias, inclusive junto da Empresa de Electricidade da Madeira (EEM), mas a situação, queixa-se, mantém-se inalterável desde “há vários meses”.

“Já não sei o que é que hei-de fazer, porque já liguei tanta vez para a ‘Casa da Luz’ (EEM) e nada se resolve”, lamentou.

Como através da EEM as reclamações não surtiram efeito, chegou a marcar presença numa reunião de Câmara pública, para alertar os responsáveis autárquicos da ‘escuridão’ provocada pelas lâmpadas fundidas no seu sítio, sobretudo em becos e veredas, como é o caso do acesso à sua e outras residências – acessos pedonais entre a Rua Dr. José Diamantino Lima (Centro de Saúde) e a Rua João Gonçalves Zarco (Farmácia). Pelos vistos nem assim foi resolvido o ‘apagão’. “O presidente [da Câmara] ainda disse que a situação seria resolvida, mas até hoje continua tudo igual: sem luz”, denuncia ao DIÁRIO.

Situação que tende a agravar-se, ao ponto, relata, de um dos becos “já não tem lâmpada nenhuma acesa”. E não é por falta de aviso. “Já fiz reclamação e não foi só uma vez. Foram várias vezes” protesta.

Outras Notícias