Madeira

XIV Colóquio do Mercado Quinhentista aborda sustentabilidade e importância da água

Iniciativa tem lugar este sábado no auditório do Fórum Machico.

Evento contará com oito oradores. 
Evento contará com oito oradores. 

O XIV Colóquio do Mercado Quinhentista, subordinado ao tema 'Água, Sangue da Terra' tem lugar este sábado, 7 de Maio, no auditório do Fórum Machico. As inscrições para assistir à iniciativa estão esgotadas há cerca de duas semanas.

A iniciativa vem dar seguimento aos colóquios realizados em anos anteriores, debatendo a importância da água, enquanto elemento presente no quotidiano ao longo dos tempos, essencial ao desenvolvimento da vida, das actividades económicas, das dinâmicas sociais e da subsistência humana, na sua dimensão física e espiritual, focando também a premência da preservação deste recurso natural na sustentabilidade do amanhã.  

O evento, que contará com 240 participantes, pretende contextualizar a temática que será abordada na edição deste ano do Mercado Quinhentista, reforçando, deste modo, o carácter pedagógico e didáctico que, desde a sua origem, norteou os responsáveis pelo evento.

Para falar sobre o valor e a importância deste recurso vital estarão presentes oito conceituados oradores.

Directamente do território continental, estarão presentes Ana Catarina Garcia da Universidade Nova de Lisboa, que abordará a importância da água na formação dos primeiros assentamentos da Madeira e a sua relevância no funcionamento portuário do Funchal (séculos XVI-XVIII) e o Pedro Oliveira Inácio, director do Museu da Água da EPAL, que falará sobre a arquitectura da água na história do abastecimento de água. Estarão ainda presentes Raimundo Quintal da Universidade de Lisboa,  cuja comunicação assenta no aluvião de Outubro de 1803 e a evocação do Senhor dos Milagres, Amílcar Rodrigues, presidente da ARM, que explicará o funcionamento do ciclo da água, desde a natureza até às nossas torneiras, Manuel Menezes, professor na EBSM, que fará um roteiro da água pela freguesia de Machico,  Luísa Gouveia, guia interprete, que tratará sobre as Levadas e Património sociocultural e linguístico, e Rocha da Silva, ex-director regional de Florestas, cuja comunicação assentará sobre as ribeiras e o Cónego Manuel Gonçalves dos Ramos que abordará as funções da água no culto cristão.

A sessão de abertura contará com presença do secretário regional da Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho, do presidente da Câmara Municipal de Machico, do director executivo da EBS Machico e da Comissão Organizadora do Mercado Quinhentista.