A insegurança, o desgoverno e a incompetência

É com sentimento de revolta que venho redigir algumas palavras relativamente á falta de competência, para resolução da minha situação... Eu tenho uma casa da IHM, em São Roque no funchal, fui “obrigada” a sair de casa por violência doméstica estive numa casa abrigo etc e etc, o agressor ficou lá na minha casa a desfrutar do bem bom, sem pagar um único tostão (renda água luz tv cabo...) neste momento já totaliza um valor acima dos 10 mil euros em despesas, o "artista" foi condenado pelo tribunal, ao meu pedido de direito a morada de família, acontece que o mesmo não quer sair da casa, e a IHM nada fazem. Como é que e possível a IHM querer me obrigar a ir viver para a "toca do lobo"? Então e a minha segurança? é justo que eu volte a viver num bairro onde reside a família dele, as poucas vezes que lá fui, fui agredida verbalmente pela mãe dele que apesar de saber a porcaria do filho que teve ainda lhe da a razão, (ela própria chegou a ser agredida por ele), e o irmão toxicodependente exatamente com a mesma atitude? Eu alertei a IHM sobre o estado da casa que mais parece um chiqueiro, e, especialmente alertei que ele tinha uma botija de gás junto o fogão, a IHM nada fizeram... Então mas aquilo é património do estado o que a técnica do bairro anda fazendo? o governo está a ter encargos com alguns funcionários que nem as suas funções desempenham... enquanto houver porta, está tudo ok, quando for pelos ares, aí, então vão andar a procurar "responsabilidades" não faz sentido nenhum eu voltar aquela morada, já manifestei interesse por escrito que entrego aquela casa e me dêem outra numa outra freguesia, até pedi para fora do Funchal (Camacha, Machico,...) eu não vou voltar aquela casa até porque o meu estado emocional não o permite, sofro de depressão tomo medicação não posso voltar a um lugar de grande pressão como aquele, onde nunca irei ter paz e sossego... ah, mas dizem na IHM que não têm disponibilidade para troca... balelas, não acredito que em tanta freguesia que temos não haja uma única pessoa a querer fazer uma troca para um t3 na zona do Funchal, caramba já estou farta deste Funchal, farta deste desgoverno que devia de ajudar a população protegendo e não expondo as pessoas ao perigo como estão a tentar fazer comigo, não há essa coisa de falta de disponibilidade, há é falta de vontade para trabalhar... o "artista" que esta lá na minha casa no bem bom ate os meus pertences ele despachou não sei se vendeu, mas façam vocês como quiserem com o que está lá dentro de casa, assumam logo a casa e me dêem outra, a divida esta cada vez a aumentar... este governo só procura a população quando começa a época de caça ao voto, depois de terem o voto já não interessa mais nada. Só quando há males maiores é que se manifestam e dizem até nem ter conhecimento das situações e como desfecho, apuram-se responsabilidades onde eles próprios são responsáveis pois as situações muitas vezes já estão sinalizadas... Estou há 3 meses numa pousada, não se mexem, nem uma simples ordem do Tribunal se faz cumprir, provavelmente até vou passar o Natal na pousada, ninguém merece isto... caso para referir "desgoverno no funchal sempre a frente"

M. Sofia Freitas