País

60 milhões de euros para reabilitar zona industrial degradada no Douro

None
Câmara Municipal do Peso da Régua

Um empreendimento turístico privado de 60 milhões de euros vai reabilitar uma zona industrial degradada localizada junto ao rio Douro, no Peso da Régua, segundo informações divulgadas hoje pelo município.

O presidente da Câmara da Régua, José Manuel Gonçalves, sublinhou "a importância da concretização deste projeto", apontando o "turismo como uma atividade económica fundamental para a geração de riqueza e emprego no concelho e na região".

O empreendimento surgirá "num espaço classificado no âmbito do Plano de Ordenamento das Albufeiras da Régua e Carrapatelo" e permitirá a "reabilitação da zona industrial degradada adjacente à barragem de Bagaúste".

Trata-se, segundo a informação divulgada por aquela câmara do distrito de Vila Real, de um investimento na ordem dos 60 milhões de euros, que "privilegiará a relação com o rio e os socalcos" e que contempla "38 residências, um hotel, com 60 quartos, um restaurante e uma marina, numa área total correspondente a cerca de 25 mil metros quadrados".

O projeto permitirá "reforçar a oferta hoteleira no Peso da Régua e no Douro", o que se traduzirá no aumento do número de turistas e potenciará a criação de emprego.

Para a concretização do projeto, a autarquia delegou no promotor privado a elaboração do Plano de Pormenor de Reabilitação Urbana do Espaço de Vocação Turística da Milnorte, uma antiga fábrica que foi demolida pelo município e que tinha sido apontada como uma dissonância no Douro Património Mundial da Humanidade.

A proposta do Plano de Pormenor foi apresentada na terça-feira na Assembleia Municipal do Peso da Régua, que a irá apreciar e votar em reuniões futuras.

Segundo a autarquia, foram realizadas reuniões oficiosas com a Infraestruturas de Portugal, com a Direção Regional de Cultura do Norte, com a Agência Portuguesa do Ambiente e com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, com "o objetivo de serem identificados constrangimentos ao avanço da obra".

O município acrescentou ainda que, destas reuniões, resultou "o consenso", pelo que a proposta Plano de Pormenor de Reabilitação Urbana do Espaço de Vocação Turística da Milnorte vai ser apresentada oficialmente àquelas entidades.