Coronavírus Mundo

Reino Unido investe mais dinheiro para investigar variantes de covid-19

None

O Reino Unido registou a morte de 27 pessoas e 2.144 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os últimos dados do Governo britânico, que hoje prometeu mais dinheiro para combater novas variantes da doença.

O Ministério da Saúde anunciou um investimento de 29,3 milhões de libras (34 milhões de euros) no reforço da capacidade dos laboratórios clínicos de Porton Down para avaliar a eficácia das vacinas existentes contra variantes emergentes do novo coronavírus.

O investimento, explicou, vai permitir que os cientistas "acelerem o ritmo e a escala de testes especializados para apoiar o desenvolvimento rápido de vacinas destinadas a combater mutações específicas" do vírus SARS-CoV-2.

"Uma nova variante que escape às vacinas atuais é o maior risco de uma terceira onda. Este novo investimento vai ajudar-nos a estar um passo à frente do vírus", afirmou a diretora-executiva da Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido, Jenny Harries.

O secretário de Estado responsável pela vacinação, Nadhim Zahawi, revelou hoje também que o Reino Unido está a planear oferecer doses de reforço das vacinas a pessoas mais vulneráveis a partir de setembro. 

Desde dezembro foram imunizadas 34.795.074 pessoas com uma primeira dose, das quais 15.887.493 já receberam uma segunda dose, administrada com um intervalo de entre três e 12 semanas.

Na terça-feira tinham sido contabilizadas quatro mortes e 1.946 casos, porém os dados relativos ao fim de semana são recorrentemente mais baixos devido ao atraso no processamento. 

Nos últimos sete dias, entre 29 de abril e 05 de maio, a média diária foi de 13 mortes e 2.020 casos, tendo o número de mortes descido 41,2% e o número de infeções 12,1% relativamente aos sete dias anteriores.

Desde o início da pandemia, no Reino Unido foram notificados 127.570 óbitos de covid-19, num total de 4.425.940 infeções confirmadas no país.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.230.058 mortos no mundo, resultantes de mais de 154,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.983 pessoas dos 838.102 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.