Madeira

Madeira com risco ‘extremo’ de exposição à radiação UV

None

A ilha da Madeira apresenta hoje risco ‘extremo’ de exposição à radiação ultravioleta (UV), enquanto Portugal continental e o arquipélago dos Açores estão com risco ‘muito elevado’, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O risco ‘extremo’ corresponde a uma situação de “perigo”, aconselhando o IPMA a que se evite o mais possível a exposição ao Sol.

No caso de risco ‘muito elevado’ é recomendado o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre 1 e 2, em que o UV é ‘baixo’, 3 a 5 (’moderado’), 6 a 7 (’elevado’), 8 a 10 (’muito elevado’) e superior a 11 (’extremo’).

O IPMA prevê para hoje nas regiões norte e centro céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se muito nublado no litoral e com ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco até meio da manhã, e uma pequena descida de temperatura, em especial da máxima.

Para a região sul, as previsões apontam para céu pouco nublado ou limpo e uma pequena descida da temperatura máxima no Alentejo.

O vento estará fraco a moderado de noroeste, sendo de sudoeste no sotavento algarvio durante a tarde, tornando-se moderado a forte no litoral oeste e nas terras altas a partir da tarde, por vezes com rajadas até 60 km/h.

As temperaturas máximas previstas são de 28 graus Celsius para Lisboa, 23 para o Porto e 35 para Faro.