Vinte e quatro concelhos de cinco distritos do país com risco máximo de incêndio

País /
14 Ago 2018 / 08:03 H.

Vinte e quatro concelhos dos distritos de Bragança, Guarda, Viseu, Castelo Branco e Faro estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, estão em risco máximo de incêndio os concelhos de Vimioso, Alfândega da Fé, Mogadouro, Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta, no distrito de Bragança, e os concelhos de Sernancelhe, Tabuaço e Penedono, no distrito de Viseu.

Estão também com risco máximo de incêndio os concelhos de Vila Nova de Foz Côa, Meda, Trancoso, Celorico da Beira, Guarda, Pinhel e Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda.

No distrito de Castelo Branco, estão sob o mesmo alerta os concelhos de Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão, segundo a informação disponibilizada no site do IPMA.

Em Faro, estão com risco máximo de incêndio os concelhos de Monchique, Portimão, Silves, Tavira, São Brás de Alportel, Castro Marim e Alcoutim.

O IPMA colocou ainda em risco muito elevado de incêndio 55 municípios dos distritos do Porto, Bragança, Braga, Viseu, Faro, Beja, Portalegre, Vila Real, Castelo Branco, Guarda e Santarém.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o “reduzido” e o “máximo”.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13 horas em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Outras Notícias