Tradição cumpriu-se na WebSummit e o sino de abertura do Nasdaq tocou no Altice Arena

Lisboa /
07 Nov 2017 / 16:26 H.

A tradição repetiu-se e foi na Web Summit, em Lisboa, que tocou o sino de abertura do mercado de ações Nasdaq, onde são negociadas ações de milhares de empresas tecnológicas.

Pelo segundo ano consecutivo, a Web Summit foi o palco de abertura do Nasdaq e a cerimónia foi transmitida em direto quando eram 9:30 em Nova Iorque, 14:30 em Lisboa.

O vice-chairman do Nasdaq, Bruce Aust, afirmou ser um “enorme prazer” estar na edição de 2017 da WebSummit, afirmando que “nos últimos sete anos, o evento tornou-se um dos mais importantes encontros sobre tecnologia do mundo”.

“Este ano, cerca de 60 mil CEO’s de tecnologia, fundadores, ‘startups’, investidores e líderes políticos que comandam as mudanças em todo o mundo estão reunidos em Lisboa para a Web Summit”, disse Bruce Aust. Enquanto líder do Nasdaq, o responsável referiu que só existem vantagens quando os mercados funcionam “com eficiência, transparência e uma boa regulação”. Só o Nasdaq Composite, um dos índices Nasdaq, acompanha a cotação de cerca de 4.000 empresas.

Mas foi a Paddy Cosgrave, CEO da WebSummit, que coube a honra de tocar o ‘Opening Bell’. Antes, subiram ao palco do Altice Arena dezenas de empresários de várias nacionalidades. Seguiu-se a contagem decrescente e, apesar da ausência do sino físico, celebrou-se a abertura do Nasdaq.

A conferência de tecnologia e empreendedorismo Web Summit decorre até quinta-feira, no Altice Arena (antigo Meo Arena) e na Feira Internacional de Lisboa (FIL), em Lisboa.

Segundo a organização, nesta segunda edição do evento em Portugal, participam 59.115 pessoas de 170 países, entre os quais mais de 1.200 oradores, duas mil ‘startups’, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

Outras Notícias