Solidariedade em tempo de luto

Saiba como ajudar

19 Jun 2017 / 00:39 H.

Os incêndios deixam marcas e fazem despertar a solidariedade lusa. Saiba quais as iniciativas:

Cáritas lança apelo

A Cáritas Portuguesa já disponibilizou uma verba de 200 mil euros que tem como objectivo o apoio imediato às primeiras necessidades que afectam as populações. Mas quer reforçar a ajuda às vitimas dos restantes incêndios que estão ativos e que deixam nas várias populações marcas de destruição. Para tal pede o seu donativo a depositar na Conta Cáritas (Caixa Geral de Depósitos): 0001 200000 730 IBAN PT50 0035 0001 00200000 730 5Ca4

Caixa com conta a aberta

A Caixa Geral de Depósitos divulgou, através de comunicado, que criou a “Conta Solidária Caixa” para ajudar as vítimas do incêndio de Pedrogão Grande. Além da conta, aberta com um donativo de 50 mil euros da CGD, desenvolveu igualmente uma campanha no multibanco designada “Ser Solidário Pedrogão”, através da qual os portugueses poderão contribuir. A conta solidária Caixa tem o número 0001 100000 330 e o IBAN PT50 0035 0001 00100000330 42. A mobilização está também ativa dos meios que a CGD dispões, nomeadamente nas redes sociais e nas caixas automáticas.

Novo Banco abre conta na plataforma NB Crowdfunding

O Novo Banco abriu uma conta solidária para apoio às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, na plataforma NB Crowdfunding, com um donativo inicial de 50 mil euros.

A conta tem a identificação NOVO BANCO 0003 40461950 e o IBAN PT50 0007 0000 0034046195023.

O projeto de NB Crowdfunding tem por objetivo dinamizar projetos de contribuição social, assegurando o Novo Banco dez por cento do financiamento total.

União das Misericórdias cria conta solidária para apoio às vítimas

A União das Misericórdias Portuguesas criou uma conta de solidariedade das Misericórdias para apoiar a população afetada pelo incêndio de Pedrógão Grande.

Todos os portugueses poderão contribuir com um donativo para ajudar e dar resposta às maiores necessidades das vítimas através do IBAN PT 50 0036 0000 99105922157 78.

André Villas-Boas dá 100 mil euros

O treinador português de futebol André Villas-Boas disse hoje que vai doar 100.000 euros às famílias das vítimas da tragédia do Pedrógão Grande.

A verba ficou definida depois de uma iniciativa do técnico na sua conta oficial no Instagram, na qual prometia doar 10 euros por cada like a uma publicação sua de uma foto do incêndio em Pedrógão Grande.

“O meu muito obrigado a todos os que contribuíram na minha página em favor das famílias das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande. Amanhã [segunda-feira] serão transferidos 100 mil euros em apoio às mesmas. Força Portugal”, escreveu Villas-Boas na conta do Instagram.

Artistas dão concerto a 27

Cerca de 20 artistas portugueses estão a organizar-se para um concerto solidário, no próximo dia 27 de Junho, no Meo Arena, em Lisboa, com o objetivo de angariar fundos de apoio às vítimas da tragédia de Pedrogão Grande.

A lista ainda não está fechada, mas entre os nomes já confirmados estão Ana Moura, Pedro Abrunhosa, os irmãos Luísa e Salvador Sobral, Rui Veloso, Gisela João, Aurea, Carminho, Paulo Gonzo, Rita Redshoes, Amor Eletro, Camané, Carlos do Carmo, Hélder Moutinho, Agir, Matias Damásio, João Gil e Raquel Tavares.. O valor dos bilhetes, cuja receita reverterá para apoiar vítimas dos fogos, será conhecido nos próximos dias.

Por seu lado, o mMunicípio de Leiria vai promover dia 24 de junho um concerto solidário com o objetivo de angariar fundos para apoio às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

O espetáculo vai decorrer no Teatro José Lúcio da Silva, às 21.30 horas, com bilhetes a 15 euros, à venda a partir de segunda-feira.

A anúncio foi feito na página oficial de Facebook da autarquia e o evento vai contar com presença de David Fonseca entre outros músicos convidados da zona de Leiria.

Google e YouTube com laço preto

O motor de busca Google e o portal de partilha de vídeos YouTube colocam laço preto em solidariedade com Portugal.

Outras Notícias