Sócrates acusado de receber 24 milhões em luvas através de empresas

11 Out 2017 / 11:45 H.

José Sócrates é acusado de ter recebido mais de 24 milhões de euros em luvas de várias empresas, com o objectivo de intervir para autorizar negócios ou financiamentos. Entre elas, confirma a Procuradoria-Geral da República, estão os grupos Lena - acusado de 13 crimes e o Vale do Lobo, acusado de três crimes, no âmbito da Operação Marquês.

A Lena Engenharia e Construções é acusada de dois crimes prática de crimes de corrupção activa, três de branqueamento de capitais, e dois de fraude fiscal qualificada. Outra empresa do grupo, a Lena Construções SGPS é acusada de dois crimes de corrupção activa e um de branqueamento de capitais. A terceira empresa do mesmo grupo, Lena SGPS. foi acusada de dois crimes de corrupção activa e um de branqueamento de capitais.

Já a Vale do Lobo Resort Turístico de Luxo SA foi acusada de três crimes de fraude fiscal qualificada

O Ministério Público também deduziu acusação às empresas: Xlm-Sociedade de Estudos e Projectos Lda, a RMF-Consulting, Gestão e Consultoria Estratégica Lda; XMI- Management Investments SA; Oceano Clube Empreendimentos Turísticos do Algarve SA; e Pepelan, Consultoria e Gestão SA.

Outras Notícias