Rede solidária do medicamento já apoia mais de três mil beneficiários

Saúde /
12 Out 2017 / 15:52 H.

O programa Abem, da Associação Dignitude, que procura combater a exclusão no acesso ao medicamento, distribuiu 36.616 fármacos a 3.019 beneficiários entre maio de 2016 e setembro de 2017, foi hoje anunciado.

O projeto conta com a adesão de 280 farmácias, de 21 concelhos, referiu a diretora executiva Maria João Toscano, citada num comunicado da instituição enviado à agência Lusa, no âmbito da atribuição de uma Menção Honrosa ao programa, na categoria de “Sustentabilidade Económico-Financeira”.

A responsável salienta que é preciso unir esforços “no sentido de se encontrar uma solução para o problema que representa para todos, enquanto sociedade, o facto de um em cada cinco portugueses não ter acesso aos medicamentos de que necessita”.

“A Menção Honrosa atribuída ao Programa Abem na categoria de Sustentabilidade Económico-Financeira foi para nós não só um reconhecimento importante do trabalho que vem sendo desenvolvido junto dos nossos beneficiários, mas também um meio precioso para dar maior visibilidade à missão e objetivos do programa”, sublinhou.

O reconhecimento do Programa Abem “aumenta a responsabilidade social” da organização e dá um “maior estímulo para junto com os parceiros se continuar no caminho de unir esforços para ajudar a diminuir o sofrimento de quem mais necessita”, referiu, por seu lado, José Martins Nunes, presidente do comité de “fundraising” (angariação de recursos) do projeto.

“O Programa Abem, desenvolvido pela Associação Dignitude, visa garantir que as pessoas não deixem de ter acesso aos medicamentos que lhes são indispensáveis por razões de insuficiência de rendimentos. Como sabemos, o abandono ou o não início de uma terapêutica necessária tem graves consequências na saúde de uma população, para além dos enormes prejuízos do ponto de vista social e económico. Graças ao Programa Abem, os mais de três mil beneficiários já apoiados, em cerca de nove distritos do país, não precisaram de escolher entre comer ou tomar os medicamentos de que necessitam”, refere Maria de Belém Roseira, uma das fundadoras.

O Programa Abem, rede solidária do medicamento, é o primeiro programa dinamizado pela Associação Dignitude, que tem sede em Coimbra e que pretende dar resposta aos problemas de acesso ao medicamento motivados pelo atual contexto socioeconómico.

Esta associação e o programa Abem ambicionam atingir 25 mil beneficiários até ao final do próximo ano e 50 mil até ao final de 2019.

A criação da Associação Dignitude, em novembro de 2015, foi promovida pela Associação Nacional de Farmácias, Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica, Cáritas e Plataforma Saúde em Diálogo e resulta de várias parcerias instituídas com entidades a nível local, autarquias, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e outras instituições da área social.

Além de Ramalho Eanes, António Arnaut e Maria de Belém Roseira, são embaixadores da associação os farmacêuticos Odette Ferreira, Francisco Carvalho Guerra, João Gonçalves da Silveira e João Cordeiro.

Outras Notícias