Primeiros-ministros de Espanha e Alemanha telefonaram a António Costa

18 Jun 2017 / 12:27 H.

Os primeiros-ministros de Espanha, Mariano Rajoy, e da Alemanha, Angela Merkel, telefonaram hoje ao líder do executivo português, António Costa, deixando palavras de solidariedade na sequência da tragédia do incêndio de sábado em Pedrógão Grande.

Fonte oficial do executivo português adiantou à agência Lusa que António Costa tem recebido de outros chefes de Governo e de responsáveis de instituições internacionais várias mensagens de solidariedade.

Durante esta manhã, chegaram ao primeiro-ministro mensagens escritas do presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, do comissário europeu Carlos Moedas, do primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, e do Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Num novo balanço do incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, registam-se 58 mortos, disse hoje o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

O número de feridos desceu de 59 para 54, de acordo com o balanço feito pelas 12:00.

Esta madrugada, no final de uma reunião na Autoridade Nacional de Proteção Civil, em Oeiras, António Costa adiantou que “estão acionados já meios aéreos de Espanha” para apoiarem Portugal num “ataque forte e reforçado ao início desta manhã” aos incêndios, precisando depois que são “dois Canadair”.

“A prioridade agora é que os incêndios sejam controlados durante a manhã para que os meios estejam o mais disponíveis possível para fazer frente a novas ocorrências que tenham lugar da parte da tarde”, afirmou o primeiro-ministro.

Outras Notícias