Militar português morreu na sequência de ataque terrorista no Mali

19 Jun 2017 / 12:20 H.

Um militar português ao serviço da missão da União Europeia no Mali morreu na sequência de um ataque terrorista ocorrido domingo, nas imediações de Bamako, anunciou hoje o Estado-Maior General das Forças Armadas.

Um segundo militar português “saiu ileso deste ataque”, que ocorreu no domingo pelas 16:00, no Hotel Le Campement Kangaba, nas imediações de Bamako, segundo um comunicado divulgado pelo Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA).

Segundo o comunicado, o local onde ocorreu o ataque, Hotel Le Campement Kangaba, “é reconhecido e autorizado pela Missão de Treino no Mali - ao serviço da qual estava o militar - como `Wellfare Center´ entre os períodos de atividade operacional dos militares que prestam serviço naquele país.

Um inquérito “no sentido de esclarecer as circunstâncias que envolveram o ataque terrorista em Bamako” já foi instaurado, adiantou o EMGFA.

“Encontravam-se no local vários militares da Força Internacional de diversos países, entre os quais dois portugueses. Mais se informa que o segundo militar Português saiu ileso deste ataque”, refere o EMGFA.

Tópicos