Lisboa e Paris assinam acordo sobre economia criativa e empreendedorismo

Lisboa /
07 Nov 2017 / 14:50 H.

As cidades de Lisboa e Paris assinaram hoje um acordo de cooperação no âmbito da economia criativa, ‘smart cities’, empreendedorismo e economia circular, que será “mais um passo no estreitar de relações” entre as capitais portuguesa e francesa.

O acordo foi firmado no recinto do evento Web Summit pelos presidentes das câmaras municipais das duas cidades - Fernando Medina por Lisboa, e Anne Hidalgo por Paris.

O protocolo refere que no âmbito da economia criativa “as duas cidades cooperarão em diversos subdomínios da economia e indústrias criativas, incluindo o intercâmbio de conhecimento” em várias iniciativas, como por exemplo festivais de moda, ou a Trienal de Arquitetura de Lisboa.

Em relação às ‘smart cities’, o documento, ao qual a agência Lusa teve acesso, diz que as duas cidades irão cooperar “no quadro das estratégias e iniciativas” de dados abertos, “incluindo os programas de aceleração ‘Open Data’, o desenvolvimento dos centros operacionais e outros eventos relacionados”.

No que concerne ao empreendedorismo, o documento aponta que Lisboa e Paris “encorajarão a troca de boas práticas nos projetos que possibilitarão o desenvolvimento dos seus ecossistemas de empreendedorismo e inovação, em particular nos subdomínios do acesso aos mercados, financiamento, governança e estrutura regulatória, o papel das universidades, o capital humano e as pessoas”.

Já no que toca à economia circular, este acordo prevê a cooperação entre as duas capitais “nos subdomínios dos procedimentos internos municipais” em relação a este tema, “envolvimento dos cidadãos e o desenvolvimento de aplicações”.

Em declarações à agência Lusa no final da assinatura, Fernando Medina disse que “este protocolo é mais um passo no estreitar das relações com Paris, que são relações muito fortes em várias áreas: no domínio da cultura, da inovação, do ambiente, do combate às alterações climáticas”.

“Paris é não só das grandes capitais mundiais, é das capitais com que Lisboa tem uma maior relação afetiva”, vincou o autarca socialista.

Falando sobre Anne Hildalgo, Medina considerou que “é uma presidente especial no quadro europeu e mundial”, uma vez que “tem sido ela a grande líder da polícia progressista nas cidades” e tem tido um papel ativo no combate às alterações climáticas e na coesão social.

“Se o passado muito nos aproximou, e a história muito nos aproxima, se as relações dos portugueses em Paris e franceses em Lisboa são hoje muito fortes, há também uma convergência política muito grande e muito acentuada”, elencou.

Fernando Medina anunciou também um “apoio incondicional de Lisboa à agenda que Paris está a liderar em matéria ambiental”.

Já a presidente da Câmara de Paris vincou que estes “são temas importantes”, e que o acordo marca o reforço da parceria entre as duas capitais.

Anne Hidalgo aproveitou também para felicitar Lisboa “pelo trabalho extraordinário”.

A conferência de tecnologia e empreendedorismo Web Summit decorre até quinta-feira, no Altice Arena (antigo Meo Arena) e na Feira Internacional de Lisboa (FIL), em Lisboa.

Segundo a organização, nesta segunda edição do evento em Portugal, participam 59.115 pessoas de 170 países, entre os quais mais de 1.200 oradores, duas mil ‘startups’, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

Outras Notícias