Graduados portugueses no estrangeiro reúnem-se na quinta-feira em Lisboa

Lisboa /
27 Dez 2017 / 11:36 H.

A situação actual da diáspora e o seu potencial para o futuro económico português será um dos temas em análise no Fórum Anual de Graduados Portugueses no Estrangeiro - GraPE 2017, que se realiza na quinta-feira, em Lisboa.

Em comunicado hoje enviado, a organização refere que o encontro, que terá lugar na Fundação Calouste Gulbenkian, irá também debater “a língua e a cultura portuguesa no mundo, as novas tecnologias disruptivas desde a área da genética à data science (ciência de dados), e as implicações éticas e desafios inerentes às novas tecnologias, a um nível individual e societal”.

O Fórum GraPE resulta da parceria de múltiplas associações de graduados, investigadores e estudantes portugueses em todo mundo e surge no seguimento dos fóruns anteriores em diversos pontos do país, nomeadamente em Lisboa (2012 e 2014), no Porto (2013), em Guimarães (2015) e em Coimbra (2016).

Este evento, “uma iniciativa única em Portugal”, reúne portugueses graduados distribuídos pelo mundo, convidando-os a partilhar experiências profissionais e a interagir com graduados dentro e fora do país, promovendo assim novas redes de contactos entre esta diáspora e portugueses em Portugal, nas mais diversas áreas.

À semelhança das edições anteriores, pretende-se também “promover o debate de questões cruciais com implicações importantes no futuro de Portugal e, assim, trocar ideias que contribuam para a criação de um novo mundo de oportunidades, antecipando o futuro mercado de trabalho”, sublinha a organização.

Na edição deste ano participam, entre outros, Luís Faro Ramos presidente do Instituto Camões, Fernando Alexandre, professor na U. Minho, Maria do Céu Patrão Neves, professora catedrática de Ética, e David Marçal, redactor científico na Ciência Viva e coordenador Global Portuguese Scientists.

De acordo com a organização, o fórum “GraPE 2017 -- Progresso e Desafios numa Nova Era” contará também com a presença do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Da Comissão Organizadora fazem parte as AGRAFr (Association des Diplômés Portugais en France), APEI BeLux (Associação Portuguesa de Estudantes e Investigadores na Bélgica e Luxemburgo), ASPPA (Associação de Pós-Graduados Portugueses na Alemanha), PAPS (Portuguese American Postgraduate Society) e PARSUK (Portuguese Association of Researchers and Students in the UK).

Outras Notícias